Envelhecer uma vez e voltar

4 minutos

No mundo

A arquiteta Julia Kick deu nova vida a um antigo celeiro de madeira e agora vive com sua família no prédio reformado. Ela está testando com o AgeExplorer® qual a sensação de se viver na velhice.

Uma casa com história

Antes o celeiro estava cheio de baias para cavalos e uma carroça trazia forragem e feno para os animais pelo grande portão de entrada. Após a renovação com muito tato e discernimento, este edifício histórico serve agora como residência para a família Kick. Hoje, a arquiteta autônoma e jovem mãe recebe a visita da pesquisadora de necessidades da Blum, Sandra, e irá lançar um olhar totalmente novo para o futuro. Com a ajuda do traje de simulação de idade AgeExplorer®, ela vai mergulhar no mundo de pessoas com limitações corporais. “Não vai ser tão ruim assim”, sorri a animada projetista de edifícios.

ME39419440_AA_FOT_FO_BAU_#SALL_#AMC_#V1
“Deve-se abordar o projeto de edifícios com bom senso, observando a sustentabilidade e também pensando em possíveis usos futuros.”
ME38334997_AA_FOT_FO_BAU_#SALL_#AMC_#V1
A edificação classificada foi convertida em moradia com muita sensibilidade.
ME38334997_AA_FOT_FO_BAU_#SALL_#AMC_#V1
A edificação classificada foi convertida em moradia com muita sensibilidade.

A transformação – de jovem para velho

“Que idade terei agora?”, é o que Julia quer saber, enquanto coloca as bandagens, que simulam a rigidez dos cotovelos e articulações dos joelhos. “Isto não se pode dizer ao certo”, responde Sandra, a pesquisadora de necessidades. O traje simula limitações, que ocorrem tipicamente com a idade, no entanto, é diferente para todos, dependendo de seu nível de condicionamento físico e condição corporal. “Aproximadamente 75 anos”, acredita Sandra, e enche os bolsos do macacão laranja com cerca de 5,5 kg de pesos. Atenuadores de som para ouvidos, óculos para presbiopia ou vista cansada e uma viseira, que limita o campo de visão, completam o visual. Agora, basta colocar as luvas que simulam artrite – e pronto!

ME39419442_AA_FOT_FO_BAU_#SALL_#AMC_#V1

Diversos componentes do AgeExplorer® simulam restrições típicas, que podem ocorrer com a idade.

Viagem de pesquisa pela própria cozinha

Julia quer saber exatamente que desafios os problemas corporais podem trazer com eles no dia a dia do ambiente residencial. Ela está testando situações cotidianas diferentes em sua cozinha como, por ex., fazer uma salada. Alongar-se com dificuldade para pegar a tigela da salada é visivelmente penoso. “Aqui um degrau ajudaria”, queixa-se Julia. Servir um café também é inesperadamente difícil. Ao se abaixar para arrumar os brinquedos, Julia respira fundo: “Isto já é cansativo sem o traje. Você pode sentir como a ergonomia se torna importante com a idade”, diz Julia, pensativa.

ME39419441_AA_FOT_FO_BAU_#SALL_#AMC_#V1

Curvar-se muito, esticar-se bastante para cima – são movimentos consideravelmente difíceis.

Conclusão da Julia

“Não imaginei que fosse possível ser tão impressionante esta simulação”, esclarece Julia, visivelmente surpreendida e também um pouco cansada. “Este novo ângulo de visão vai me ajudar a questionar e verificar alguns detalhes nos meus projetos de uma forma diferente. Estamos sempre atentos às necessidades de nossos clientes. Mas sentir estas limitações no próprio corpo é uma experiência muito valiosa para mim.”

ME39419436_AA_FOT_FO_BAU_#SALL_#AMC_#V1

Todas as dicas num piscar de olhos

  • Planeje com antecedência e evite eventuais obstáculos

  • Providencie móveis ergonômicos

  • Preste atenção a uma boa visualização e acessibilidade

  • Projete áreas de armazenamento e assentos suficientes

  • Dê valor à alta qualidade no equipamento interno

Você também pode se interessar por isto